domingo, 9 de maio de 2010

Quem são os egiptólogos brasileiros?

ANTÔNIO BRANCAGLION JUNIOR - Professor adjunto II da Universidade Federal do Rio de Janeiro e pesquisador visitante no Institut Française d'Archeologie Orientale du Caire. Tem experiência na área de Arqueologia, com ênfase em Arte Egípcia, atuando principalmente nos seguintes temas: egito antigo, arqueologia egípcia, crenças funerárias egípcias, arte egípcia e egiptologia. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4799485P6

CÍNTIA ALFIERI GAMA- Mestre em Arqueologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2008). Atualmente realiza um doutorado na EPHE - Sorbonne e é professora das Faculdades Metropolitanas Unidas. Tem experiência na área de História e arqueologia, tendo participado de diversas escavações no Egito. Atuando principalmente nos seguintes temas: história antiga, egiptologia, religião, história e arqueologia. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4762862D5

CIRO FLAMARION SANTANA CARDOSO - Atualmente é professor titular da Universidade Federal Fluminense. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Antiga e Medieval, principalmente em Egiptologia.http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4783591

EVELYNE AZEVEDO - Mestre em História pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente trabalha como professora substituta do Instituto de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de História, com ênfase em História da Arte, atuando principalmente nos seguintes temas: Egito e cultura italiana. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4735613E0

FÁBIO FRIZZO - Mestre em História Antiga pela Universidade Federal Fluminense, onde realizou pesquisa sobre o imperialismo egípcio no Reino Novo. É professor de História na Universidade Veiga de Almeida, em Cabo Frio. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4711544U9


GISELA CHAPOT - Mestre em História pela Universidade Federal Fluminense (2007). Tem experiência na área de História, com ênfase em Egiptologia, atuando principalmente nos seguintes temas: religião egípcia antiga, especialmente durante a reforma de Amarna (1353-1335 a.C.). http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4130049Y6


HAYDÉE OLIVEIRA - Doutora em História Antiga pela Universidade Federal Fluminense. No momento atua como funcionária do Programa em Pós Graduação em História da Universidade Federal Fluminense, cuidando da área de informática. É também pesquisadora do Centro de Estudos Interdisciplinarares da Antiguidade na área de Egito Antigo. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4797548A1


JÚLIO CÉSAR DE MENDONÇA GRALHA - Mestre em História Social pela Universidade Federal Fluminense (2000) com trabalho na área de História Antiga - Egiptologia. Doutor em História Cultural pela UNICAMP, onde realizou pesquisa sobre o Egito greco-romano. Professor colaborador do Núcleo de Estudos da Antiguidade da Universidade do Estado do Rio de Janeiro . Tem experiência na área de História, com ênfase em História Antiga, História Medieval e História do Rio de Janeiro, atuando principalmente nas seguintes áreas: Egito antigo, Egiptologia, Egiptosofia, Egiptomania, Egito Ptolomaico e Romano, História Antiga, Arqueologia Cognitiva, religião, poder, legitmidade, iconografia, práticas culturais na antiguidade e no Rio de Janeiro. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4772593P5

LILIANE CRISTINA COELHO - Mestre em História Antiga pela Universidade Federal Fluminense. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Antiga e Medieval, atuando principalmente nos seguintes temas: Egito Antigo, Egiptologia, Reino Médio, Kahun (Lahun), Uso dos Espaços e Egiptomania.http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4769168J1

LUÍS EDUARDO LOBIANCO - Doutor em História Antiga pela Universidade Federal Fluminense, onde defendeu a tese intitulada "A Romanização no Egito: Direito e Religião (séculos I a.C. - III d.C.)". Atualmente é Professor Adjunto de História Antiga e Medieval da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4768266A9

MARGARETH MARCHIORI BAKOS - Professora adjunta da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Em 1988/89 passou a desenvolver estudos sobre egiptologia e, em 1995, com apoio de Bolsa Produtividade do CNPq, iniciou uma pesquisa sobre o tema Egiptomania no Brasil.http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4783506U6

MARIA THEREZA DAVID JOÃO - Mestre em História Antiga pela Universidade Federal Fluminense, com pesquisa em Egito antigo. Seus principais interesses são: religião funerária, Primeiro Período Intermediário e ideologia monárquica no Egito antigo. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4735374J0

MARINA BUFFA CÉSAR - Mestre em Arqueologia pelo Museu Nacional (UFRJ) onde desenvolveu a pesquisa "O Escaravelho-Coração nas Práticas e Rituais Funerários do Antigo Egito". http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4744660P2

MAURÍCIO ELVIS SCHNEIDER - Doutor em Arqueologia pela Universidade de São Paulo. Pesquisador em ênfase no período Saíta. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4231881P8

MOACIR ELIAS SANTOS - Atualmente é doutorando em História Antiga (Egiptologia) pela Universidade Federal Fluminense. Atuou como professor e pesquisador do Centro Universitário Campos de Andrade. Tem experiência na área de História, atuando principalmente nos seguintes temas: História Antiga, Egiptologia, Arqueologia e Egiptomania. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4769494U6

NELY FEITOZA ARRAES - Atualmente é doutoranda da Universidade Federal Fluminense (UFF). Tem experiência na área de História, com ênfase em Egiptologia, atuando principalmente nos seguintes temas: ideologia, escravidão, didática, teoria e história e antiguidade oriental e clássica.http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4723507P6

REGINA COELI - Mestre em Arqueologia pelo Museu Nacional (UFRJ). Desenvolve pesquisas sobre o período amarniano.







2 comentários:

  1. Olá Maria, eu encontrei a sua dissertação na site da UFF. A democratização da imortalidade é um tema fascinante. Parabéns pela sua excelente pesquisa e pela organização desse blog.

    ResponderExcluir
  2. Olá, sou Francisco Alves Machado. Não sou egiptólogo. Por outro viés (socio-história; teologia), eu deparei, entretanto, com aspectos novos do Egito Antigo, enfocados pela história em tempo muito longo,e por uma teoria antiga.Por favor, analize algum dos resumos dos livros que exponho nos SITES clubedosautores.com ou tribodossantos.com Caso sinta-se confortável,teça comentários. Agradeço. Se quizer, envio-lhe, gratuitamente, livro em e-book.

    ResponderExcluir